Aquele, porem que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede;pelo contrário, a agua que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para vida eterna. O evangelho segundo João relata a historia de uma mulher deprimida pela trivialidade de sua vida. Havia buscado preenchê-la com sensações e aventuras. Tivera cinco maridos. Foram cinco tentativas de achar a felicidade e cinco decepções. Finalmente convivia com o sexto homem, que não era seu marido, desprezando assim a instituição do matrimônio. Situação muito comum atualmente, mas a palavra de Deus condena formalmente. Ao lado do poço, alguém a espera. Com a aparência de um viajante cansado,oculta-se o Filho de Deus. Ele conhece todas as insatisfações e os erros dessa mulher. Em sua bondade, detém-se ali especialmente por causa dela. " Da-me de beber", pede-lhe. Que tato para começar a manter uma conversa! Nenhum sermão, nenhuma censura, apenas uma promessa: Dar-lhe o  que a saciaria para sempre.Jesus lhe dará a agua que matará a sua sede de vida. Mas só pode encher um coração purificado.  "...me disse tudo quanto tenho feito." Já não tem mais nada que ocultar daquele que revelou sua vida. A mulher, cujo coração estava vazio, desde esse momento sente que e está enchendo de uma abundância que supera a sua própria sede. Dirige-se aqueles  a quem evita antes, dizendo-lhes: " Vinde comigo e vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Será este, porventura, o Cristo?!" ( Leia João 4:1-42). Muitos creram em Cristo pelas palavras da mulher. BOA SEMENTE