No período que se seguiu à devastação do furacão Katrina no sul dos EUA, famílias desabrigadas e indivíduos muitas vezes eram chamados pela mídia de refugiados. Para alguns, esse termo significava uma ofensa e isso levou os repórteres a procurar outra palavra que não tivesse essa conotação negativa. Decidiram usar a palavra descolocados. Na verdade, a palavra refugiados está repleta de esperança. Um dicionário define-a como" alguém que foge em busca de refúgio, seja em tempos de guerra, opressão política ou perseguição religiosa". Refugiado vem da palavra refúgio, que fala de segurança, proteção e cuidado para os feridos. Ela fala de porto seguro num mundo cheio de tempestades. Aqueles que têm sido abatidos pelas tormentas, tragédias e desastres da vida, o que mais anseiam é um refúgio. Talvez busquem o abrigo nos braços de Deus, pois somente Ele pode nos dar refúgio e deseja nos abrigar, proteger e preservar. Jesus disse às pessoas desalentadas de sua época: Quantas vezes eu quis reunir os seus filhos, como a galinha reúne os seus pintinhos debaixo das suas asas" (Mateus 23:37). Ele continua oferecendo refúgio aos corações feridos dos nossos dias, se buscarmos o Seu cuidado e confiarmos em Seu coração. Não precisamos temer as sombras escuras da vida quando descansamos sob a sombra das asas de Deus.