Vincent Van Gogh comprou um espelho e usou a sua própria imagem em muitas das suas pinturas.
Rembrandt também se usou como modelo, completando quase 100 auto retratos. Esses artistas tinham um bom exemplo, o do próprio Deus, que usou Sua imagem como modelo para a jóia da coroação da Sua criação (Gênesis 1:27).
Henry Ward Beecher, famoso pastor do século 19, disse: "Todo artista imerge seu pincel na sua própria natureza nos seus quadros". Em tudo o que nós criamos - obra de arte, música, literatura, até mesmo nossos filhos- revelamos um pouco de nós mesmo. O mesmo se aplica a Deus; cada um de nós revela um pouco Dele. A imagem pode estar ofuscada, mas ela sempre está ali e sempre poderá ser melhorada.
Todavia, mudanças superficiais não vão reparar o que está errado conosco. As roupas, cosméticos e procedimentos cirúrgicos podem fazer-nos parecer como todos os outros, mas não como obra-prima que Deus quis que cada um de nós fosse.
Precisamos de um "ser" totalmente novo (Colossenses 3:10), um que é renovado conforme a Sua imagem e revestido com o manto da compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência (v.12). Para melhorar a sua auto-imagem, revista-se do caráter de Deus e apresente a imagem dEle em toda a sua glória. Os filhos de Deus devem refletir a sua semelhança com o pai.
E se revestiram do novo homem, o qual está sendo renovado em conhecimento, a imagem do seu Criador. Colossenses 3:10 NOSSO ANDAR DIÁRIO