Zorro
Dono do quintal"absoluto" de propriedade do meu marido.Ele é um gato muito fofo e manhoso. Cheio de hábitos e costumes adquiridos.
O seu senhor, colocou várias manhas no seu gatinho. Só come se for acariciado e tem que ficar perto dele para comer . Mas ele tem uma característica que me chama a atenção ele é acolhedor. O meu portão é ponto de concentração de animais e sempre tem aguém que despeja gatos, cachorros e quando abro a minha porta encontro alguém pedindo socorro. O gatinho Zorro foi um despejado aqui no portão. Chegou magrinho, doente, sujinho .E logo recebeu tratamento para ficar fortinho e sobreviver. A minha filha é a primeira a cuidar, da banho seca com o secador de cabelos, alimenta da colo e carinho. A segunda parte, fica por conta do Zorro que se coloca como capão e abraça a causa se portando como pai e mãe do pequeno abandonado. Não demora muito, tempo o agregado vai embora e todos aqui em casa ficam lamentando. Até o Zorro chora chamando o seu adotado. Percorrendo todos os cantos por onde passaram bons e agradáveis momentos. Até os animais exercem a arte de acolher.